terça-feira, 29 de dezembro de 2009

as personagens e o texto

é como te digo, os homens são podres e não vão acudir por ti.
não tenhas certezas nas personagens porque não conheces o texto.

porquê as personages e porquê o texto?
ora essa!!
então?!
é tudo o que eu conheço de mim e possivelmente de outra forma não te conheceria a ti.


Noé Ave - Dezembro2009

esvaziamento

Sou um exigente teimoso

uma ave rara do sentimento


Vou caminhar e esvaziar

preso na corrente do momento



Noé Ave - Novembro2009

capitulo sem numero

Saber interromper

Saber interromper

Saber interromper


Não deixar

Não deixar

Não deixar


O que queres

O que queres

O que queres


Saber nada

Saber nada

Saber nada



Noé Ave - Outubro2009

mas e o que é do destino meu amigo?

mas e o que é do destino meu amigo?

recusas a dor?

o senhor já olhou para trás e já viu o que fez?

já viu o que criou?

já sim senhor.

e não está arrependido?

juro senhor.que estava apaixonado por ela e que tudo o que fiz foi no sentido de a agradar. não estou arrependido!

jamais alguma vez terá pensado nos sentimentos e memórias que ela guarda nos lugares que ela criou?

pensei, mas isso é só dela, é como uma riqueza que ela possui.

e sabe que muitas quimeras também ficam gravadas no corpo como uma doença?

sim, senhor, sei.


Noé Ave - Setembro2009

sábado, 12 de setembro de 2009

Porque nao avançarmos juntos

Poderia ser som sem palavras

Pode ser



Noé Ave, Agosto2009

sexta-feira, 31 de julho de 2009

queria encontrar-te nas estrelas


queria encontrar-te nas estrelas
sentir tua pele de encontro guiando a valsa
língua no pescoço arrepia meu corso
levanta as marés da dança que dança


Noé Ave - Porto - Julho2009

sou um navegante imigrante e distante


sou um navegante imigrante e distante
um natural mortal ofegante
com um sexo quente e vivente
a precisar resfriar o pau da nau

Noé Avela - Porto - Julho2009